PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ENIAC produz mais 2 equipamentos contra Covid-19 e pede doação de matéria prima

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

O ENIAC – instituição referência em inovação e tecnologia do ensino básico ao superior -, por meio do Centro de Inovação Tecnológica de Guarulhos (CiTIG), lançou mais dois equipamentos para auxiliar no tratamento da Covid-19.


Após produzir escudos faciais para proteger profissionais da saúde e de outras áreas, como a da segurança pública, a instituição projetou o Aerobox e o Elemento de derivação para ventilação mecânica.

O Aerobox é uma caixa protetora para intubação e procedimentos invasivos em hospitais, como passagem de cateter. Com a sua utilização nos leitos, o profissional da saúde trabalha de forma mais segura, pois minimiza o contato com pacientes infectados pelo vírus.

Este equipamento é feito de acrílico com 6mm de espessura. 

Já os Elementos de derivação para ventilação mecânica são conectores em formato “Y”, com ângulo de 90 graus e 22mm de diâmetro. Há os modelos macho e fêmea.

Fabricados em nylon PA ou PLA, eles são indicados para ligar o circuito de ventilação mecânica à via aérea do paciente ou ao ventilador mecânico.

De acordo com o professor Sebastião Garcia, responsável pelo CiTIG, estes elementos de derivação são extremamente importantes em tempos de pandemia.

Os hospitais correm o risco de perder os circuitos de ventilação pela quebra dos conectores originais. E o conserto não pode demorar por causa da alta demanda. 

“Estas peças são versáteis e podem substituir as originais, que se quebram facilmente, de maneira imediata. Outra proposta é que um equipamento sirva simultaneamente dois pacientes, acoplando os conectores em dois circuitos de ventiladores mecânicos, podendo ser utilizado como um recurso de resgate com a autorização da equipe médica responsável”, explicou Garcia. 

Tanto o Hospital Municipal do Tatuapé como o Hospital Estadual Padre Bento, em Guarulhos, estão utilizando o Aerobox e os elementos, que foram testados, aprovados e homologados por professores e profissionais da saúde, que compuseram a equipe do ENIAC neste projeto.

De acordo com o mantenedor do Grupo ENIAC, professor Ruy Guérios, a ideia da instituição é fornecer estes equipamentos a mais hospitais. No entanto, os professores e estudantes do CiTIG necessitam de doações das matérias-primas (acrílico, nylon PA ou PLA) para manter a produção.

“O ENIAC tem um histórico de solidariedade e de serviços prestados à comunidade. Estamos fazendo a nossa parte neste momento tão complicado e queremos continuar ajudando o maior número possível de profissionais, que estão na linha de frente no combate ao coronavírus, e de pacientes. Contamos com a colaboração de quem possa doar estes materiais para o CiTIG produzir cada vez mais”, pediu. 

Como doar

Quer ajudar? Acesse innovation.org.br ou entre em contato para doação de matéria prima: 11 99312-5080 (WhatsApp).

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM