fbpx
PUBLICIDADE

Em prisão domiciliar, Roberto Jefferson é oficializado candidato a presidente pelo PTB

Roberto Jefferson
Foto: Reprodução
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Ex-deputado apoiador de Bolsonaro e preso por ataques a democracia foi aliado de Lula e autor da denúncia do Mensalão

Por meio de uma chamada de vídeo, o ex-deputado federal Roberto Jefferson teve sua candidatura à Presidência da República oficializada nesta segunda-feira (1º), durante convenção nacional do partido em um hotel em Brasília.

Condenado pelo Supremo Tribunal Federal por incitar ataques contra o estado democrático de direito, preso desde janeiro deste ano, o ex-deputado afirmou que apoia o presidente Jair Bolsonaro (PL) e que a esquerda se mostra um polvo de vários tentáculos.

“Temos que participar desse processo. Ofereço meu nome, Roberto Jefferson, para disputar a eleição presidencial. Não quero inibir ninguém que deseja disputar a indicação. Não desejo inibir nenhum companheiro que deseja apoiar, no partido, o presidente à sua reeleição. Apoie. Ao final, estaremos juntos”, afirmou o candidato ao ler uma carta durante a chamada de vídeo.

Apesar de garantir apoio a Bolsonaro, o ex-deputado já esteve ao lado de Lula (PT) e foi responsável pela denúncia do mensalão, na qual culpou o governo do ex-presidente de pagar propina aos deputados em troca de apoio na Câmara dos Deputados.

As acusações de Jefferson à época do Mensalão culminaram na cassação de seu mandato como deputado e em sua prisão. Depois de cumprir parte da pena, ele recebeu o indulto presidencial.

Recentemente, Jefferson tece palavras de apoio ao presidente Bolsonaro, enaltece armas e se colocou como opção de político da direita.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM