fbpx
PUBLICIDADE

Em crise, Estado adia pagamento da 1ª parcela do 13º salário dos servidores

Foto: Governo do Estado de São Paulo
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Com dificuldade de fluxo de caixa, o Governo do Estado de São Paulo não vai antecipar, como de costume, a primeira parcela do 13º salário dos servidores públicos estaduais. A prorrogação consta em decreto publicado, nesta terça-feira (14), pelo governador João Doria (PSDB).

Em coletiva de imprensa, no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, Doria explicou que medidas de austeridade fiscal são necessárias diante da queda de arrecadação por conta da rescessão econômica.

Desde 1996, o Estado paga a primeira parcela do 13º salário nos aniversários dos funcionários públicos. Neste ano, o pagamento será feito apenas em dezembro, como determina a legislação.

Os servidores públicos não receberão, ainda, um terço relativo às férias, que serão pagos apenas em dezembro. Bonificações também estão postergadas para o final do ano, com exceção dos servidores da Saúde, Iamspe e segurança.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM