fbpx
PUBLICIDADE

Em ano de pandemia, 5º Grupamento de Bombeiros socorreu 5,7 mil pessoas

Tenente Coronel Rodrigues
Foto: Eurico Cruz
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Corporação comemora 141 anos de salvamentos neste dia 10; Em Guarulhos, acidentes lideram ocorrências

A data desta quinta-feira, 10 de março, marca o aniversário de 141 anos do Corpo de Bombeiros de São Paulo. Em entrevista ao GRU Diário, o Tenente Coronel PM Carlos Roberto Rodrigues, que comanda o 5º Grupamento, localizado no Bom Clima, e atende ainda outras 7 cidades, contou que mesmo durante a pandemia da covid-19 as equipes não pararam e fez um balanço sobre o trabalho e as atividades da instituição.

Somente em 2020, a equipe de Rodrigues foi responsável por atender 12,9 mil ocorrências e socorrer 5.696 pessoas, uma média de 35 ocorrências e 15 vítimas por dia. Em todo o estado de São Paulo, foram mais de 200 mil vidas salvas.

De acordo com o coronel, embora a instituição vinculada à Polícia Militar tenha surgido com a necessidade de formar uma equipe especializada em contar catástrofes geradas por chamas, como o fatídico incêndio na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, em 1880, se engana quem pensa que a única responsabilidade desta instituição é apagar chamas.

O objetivo principal destes profissionais, que muitas vezes se sacrificam pelos próximos, segundo o coronel, é salvar e proteger vidas. A corporação atua tanto em incêndios quanto em enchentes, deslizamentos, vistorias e atitudes de prevenção a esses problemas, assim como atendimentos a traumas.

Por sinal, por ser cortada por diversas rodovias como a Presidente Dutra, Fernão Dias e Ayrton Senna, de 60 a 70% das ocorrências em Guarulhos são decorrentes de acidentes de trânsito. Durante a pandemia, o coronel ressaltou que houve uma queda nestes números, mas que a gravidade dos acidentes aumentou, já que com as pistas mais livres muitos motoristas abusaram da velocidade.

Guarulhos ainda tem alguns problemas sazonais, como incêndios em parques e enchentes causadas pelas águas de março. “Que não chegam só em março”, como bem lembrou o coronel.

Na enchente do Campo da Paz, no Cabuçu, ocorrida na terça-feira (9), a instituição estava empenhada em procurar uma criança de quatro anos que poderia ter sido levada pela correnteza gerada pelas fortes águas, e a história terminou com um final feliz, já que a menina estava com uma cuidadora.

E como a covid-19 é uma doença sem tratamento precoce comprovado, muitos profissionais tiveram de ser afastados devido à contaminação pelo novo coronavírus.

“Nós utilizamos todos os EPIs adequados, porém, querendo ou não, nosso serviço é impossível fazer de forma home office. Ele é caracterizado pelo atendimento direto à vítima e se eu tenho uma vítima acometida pela doença, a chance de me contaminar aumenta bastante”, contou Rodrigues.

O trabalho também se estende para muito além da região de Guarulhos, com o remanejamento de equipes para grandes tragédias.

“As nossas equipes trabalham muito em apoio para outras ocorrências, então, por exemplo: nós apoiamos a Baixada Santista, equipes aqui de Guarulhos foram para a baixada, nós ficamos lá quase um mês. Apoiamos Brumadinho, uma das maiores catástrofes da história. Fomos apoiar um deslizamento em Mairiporã que vitimou 15 pessoas próximas”, contou Rodrigues.

O Bombeiros ainda são responsáveis pelo AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros). O documento é um certificado que atesta que a edificação possui todas as condições de segurança contra incêndio e pânico, previstas na legislação, dimensionadas por meio da elaboração de Projeto Técnico Simplificado (PTS) ou Projeto Técnico (PT) e vistoriado pela corporação. Não ter este documento impede a liberação de um alvará de funcionamento e coloca a vida de clientes em risco.

Mais dados do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros

O 5º Grupamento de Bombeiros tem quatro espaços em Guarulhos. Além do Bom Clima, há equipes localizadas nos bairros Vila Galvão, Cumbica e Macedo. O efetivo para Guarulhos é de 227 bombeiros.

Existem ainda outras quatro estações de bombeiros localizada em outras cidades. Além de Guarulhos, o grupamento atende Santa Isabel, Arujá, Mairiporã, Franco da Rocha, Francisco Morato, Caieiras e Cajamar.

Para toda estas cidades, são 40 equipes de prontidão, com 68 viaturas de resgate. Em 2020, 3.733 vistorias e licenças avaliadas e 1.920 projetos analisados.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM