fbpx
PUBLICIDADE

Eleição municipal de 2020 terá 30 mil eleitores a menos que em 2016

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Biometria e transferência de título são alguns dos motivos para redução do eleitorado guarulhense.

As eleições municipais para os pleitos de vereador e prefeito na cidade de Guarulhos de 2020 terão praticamente 30 mil eleitores a menos que a eleição de 2016, de acordo com estatísticas do Tribunal Superior Eleitoral.

Em 2016, 902.721 guarulhenses poderiam ir ás urnas, enquanto este ano o número foi reduzido para 872.881, um diferença de 29.840 pessoas.

A reportagem do GRU Diário questionou a Justiça Eleitoral sobre quais fatores resultaram na diminuição do eleitorado guarulhense. De acordo com a instituição, Guarulhos passou por revisão do eleitorado com coleta de biometria obrigatória em 2018.

Em 2018, a expectativa do eleitorado da cidade era ainda maior, com 943.265 eleitores, dos quais 692.678 (73,43%) cadastraram a biometria. Após a revisão biométrica esses eleitores que não compareceram puderam regularizar a situação até 6 de maio deste ano.

De acordo com a pasta, outro efeito da biometria obrigatória foi a transferência de títulos. Eleitores que realizaram o cadastro da digital em outra cidade tiveram seu título transferido para pontos de votação em locais onde residem, mudando também sua área de voto

Com o cadastro biométrico obrigatório acontece também de eleitores que não residem mais no município transferirem o título para a cidade onde estão, para poderem regularizar sua situação.

Este ano, as eleições municipais ocorrem em 15 de novembro por conta da pandemia gerada pelo novo coronavírus. Apesar da obrigatoriedade do cadastro biométrico, o presidente do TSE, o ministro Luís Roberto Barroso decidiu suspender o reconhecimento pela digital para evitar aglomerações e diminuir o risco de contaminação pelo novo coronavírus.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM