fbpx
PUBLICIDADE

Doria culpa gestões do PT em Guarulhos por demora em despoluição do Rio Tietê

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

De acordo com Doria, tratamento de esgoto na cidade só cresceu de 4% para 20% após concessão do Saae para a Sabesp

Questionado por um jornalista sobre a despoluição dos Rios Pinheiros e Tietê, o governador João Doria (PSDB) culpou as gestões petistas em Guarulhos pelo atraso na despoluição do Rio Tietê. A declaração foi dada durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, nesta sexta-feira, 9.

“Eu lamento dizer aqui que as gestões do PT à frente do governo de Guarulhos impediram que um programa de saneamento pudesse ter sido executado há mais de uma década na segunda maior cidade do Estado de São Paulo, com 1,4 milhão de habitantes”, acusou Doria.

De acordo com Doria, o tratamento de esgoto na cidade só cresceu de 4% para 20% após concessão do Saae para a Sabesp, realizada no início da gestão do prefeito Guti (PSD).

“Eu tenho dito sempre que a despoluição do Rio Tietê vai levar mais tempo do que a despoluição do Rio Pinheiros e a principal razão, infelizmente, é a cidade de Guarulhos, com um milhão e meio de pessoas e a desatenção completa que tinha no passado em relação ao tratamento de esgoto e o fornecimento de água”, disse Doria.

Durante a gestão do ex-prefeito Sebastião Almeida pelo PT, três Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) chegaram a ser construídas na cidade com possibilidade de se realizar o tratamento de 30% do esgoto na cidade.

Entretanto, as ligações para que esta meta fosse alcançada não foram contempladas. Em 2019, a atual gestão rompeu um contrato de concessão do tratamento de esgoto da cidade com a Sagua – Soluções Ambientais de Guarulhos SA, empresa ligada à OAS, que venceu a licitação para realizar a ligação do esgoto e administrar as ETEs.

A reportagem do GRU Diário questionou representantes do PT sobre o tema e assim que tiver um posicionamento irá atualizar esta matéria.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM