fbpx
PUBLICIDADE

Dom Edmilson diz que celebrar a Páscoa com os fiéis foi “sinal de esperança”

Foto: Pascom Catedral
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Bispo destacou que missas tiveram público reduzido por causa da pandemia

Com a decisão do ministro Kassio Nunes Marques, do STF (Supremo Tribunal Federal) de liberar as missas presenciais, algumas paróquias da Diocese de Guarulhos realizaram celebrações de domingo (4) com os fiéis. O bispo dom Edmilson Amador Caetano afirmou que contar com o público, mesmo que reduzido, foi especial por ocasião da Páscoa, que é o ápice da vida cristã.

“Foi um sinal de esperança, um dom. Pode ser que amanhã acabe este dom (celebrações presenciais), mas foi bom”, destacou. Ele presidiu missas ontem e hoje na Catedral Nossa Senhora da Imaculada Conceição, no Centro.

Hoje (5), o ministro Gilmar Mendes, do STF, em outra ação judicial, proibiu as missas presenciais no Estado de São Paulo. Contudo, com a divergência entre os ministros, o plenário do Supremo deve votar o tema na quarta-feira (7). A expectativa é que as celebrações sejam proibidas, se houver recomendação dos governadores ou prefeitos.

Juridicamente, a decisão de Nunes Marques ainda é válida, já que foi proferida primeiro do que a de Mendes.

Em Guarulhos, as missas, por enquanto, seguem autorizadas. Mas dom Edmilson disse que pode tomar uma decisão para retomar as restrições antes da votação no STF. “Estou ouvindo os padres sobre isso”, disse.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM