PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Deputados aprovam cassação do mandato de Flordelis

Flordelis
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Parlamentar é acusada de mandar matar o marido com mais de 30 perfurações

A grande maioria dos deputados federais optou por cassar o mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ) durante votação realizada nesta quarta-feira (11) na Câmara.

A deputada é acusada de mandar o marido, o pastor Anderson do Carmo, assassinado em junho de 2019 com seis tiros que ocasionaram 30 perfurações diferentes. O caso chocou ao país, já que a deputada se identificava como uma mulher de família.

Para cassar o mandato da deputada eram necessários 257 votos, ou seja, a maioria absoluto das 513 parlamentares. Entretanto, Flordelis viu 437 deputados votarem a favor de sua cassação e apenas 7 contra. Outros 12 políticos se abstiveram. Antes da cassação, a deputado voltou a reafirmar que era inocente.

“Caso eu saia daqui hoje, saio de cabeça erguida porque sei que sou inocente, todos saberão que sou inocente, a minha inocência será provada e vou continuar lutando para garantir a minha liberdade, a liberdade dos meus filhos e da minha família, que está sendo injustiçada”, disse Flordelis.

O relator do processo de cassação no Conselho de Ética, o deputado Alexandre Leite (DEM-SP), afirmou que Flordelis usou o mandato para coagir testemunhas e ocultar provas. De acordo com ele o que foi julgado foi a falta de ética da deputada e não se ela efetivamente era ou não culpada pela morte do marido.

Com a cassação do mandato, Flordelis pode ser presa em breve, já que perdeu o foro privilegiado que a impediu de ser confinada anteriormente.

(Com informações da Agência Câmara de Notícias)

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE