fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Defesa Civil já atendeu 239 ocorrências desde dezembro devido às chuvas fortes

Foto: Divulgação/PMG
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Em determinadas áreas de Guarulhos houve 253 milímetros de precipitação nesse período

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) realizou 239 operações em decorrência das chuvas que atingiram a cidade desde o início de dezembro. Os dados foram divulgados através de comunicado, nesta quarta-feira (12), pela Prefeitura de Guarulhos.

O objetivo das ações, afirma a nota, é proporcionar segurança a moradores que vivem em locais de riscos naturais ou estruturais

Segundo a gestão municipal, “o trabalho das equipes foi intensificado devido aos altos índices pluviométricos desde então. Em determinadas áreas de Guarulhos houve 253 milímetros de precipitação nesse período.

A prefeitura afirma ainda que não houve vítimas ou desabrigados já que as situações mais recorrentes foram alagamentos, problemas estruturais e risco de desabamentos de lajes.

“O período chuvoso, que deve acabar em março, é marcado pelo Plano Verão, um sistema municipal de monitoramento constante dos índices pluviométricos e de reforço ao atendimento de emergência”, diz o comunicado.

O coordenador-adjunto da Compdec, Israel Soares, explica que os trabalhos da coordenadoria referentes aos perigos dos temporais acontecem mesmo nas épocas de estiagem e precipitações fracas com vistorias, coordenação de zeladoria e estratégias de prevenção.

“Em 2021 nossos técnicos em engenharia e geologia percorreram mais de 600 ruas que apontavam problemas para que possamos estudar os riscos, buscar soluções e, dessa forma, preparar todo o nosso time para lidar com a complexidade de fenômenos da natureza recorrentes do verão”, disse Soares. 

Saiba como se prevenir

A Compdec orienta os moradores para que tomem uma série de medidas de segurança a fim de evitar alagamentos, deslizamentos e acidentes durante temporais.

A primeira orientação é que seja feito descarte correto do lixo para prevenir o entupimento de bueiros e galerias, não construir em áreas de risco e que as áreas verdes sejam preservadas.  

Em uma enchente é preciso evitar o contato com a água e abrigos que fiquem embaixo de árvores e estruturas metálicas. O ideal é procurar um local seguro e alto para aguardar a água baixar.

No caso de moradores que vivem em áreas de risco, ao deparar com a possibilidade de chuvas é necessário guardar documentos e objetos de valor em lugares seguros, desligar aparelhos eletrônicos e fechar portas, a válvula do botijão de gás e o registro de água.

Telefones

O cidadão também pode ficar por dentro dos alertas em tempo real por meio do serviço gratuito de SMS da Defesa Civil Estadual. Basta enviar uma mensagem para o número 40199 e informar o CEP em que reside para se cadastrar no sistema.

Em casos de emergências, acione os agentes pelo telefone 199, que opera 24 horas no atendimento de ocorrências para proteger vidas.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM