fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

CPTM pretende disponibilizar Wi-Fi em toda extensão da linha do trem do aeroporto

Linha 13 - Jade - trem
Foto: Divulgação/CPTM
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Licitação que deve acontecer em julho contempla também as linhas 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira, Linha 7-Rubi e Estação Barra Funda

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) pretende disponibilizar Wi-Fi para todos os passageiros que utilizam a Linha 13 – Jade, que liga o Aeroporto Internacional de Guarulhos, em Cumbica, até a Capital, com uma estação também no Parque Cecap.

A licitação para avaliar as propostas para implementação do serviço deve ocorrer no dia 26 de julho, às 9h. A íntegra do edital está disponível nos sites da CPTMBEC e IMESP.

Além da Linha 13, a disponibilidade de internet também ocorrerá nas linhas 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade, Linha 7-Rubi e na Estação Palmeiras-Barra Funda, que terá ligação com a Linha 13.  

A empresa ou consórcio vencedor do certame será responsável pela implantação, administração e manutenção do sistema de internet gratuita ao passageiro, além de encargos incidentes sobre as atividades desenvolvidas.

O prazo de exploração comercial é de 60 meses, podendo ser renovado até o limite de 240 meses, mediante a formalização de termo de aditamento.

“Um acesso à internet de qualidade é uma demanda antiga e válida dos nossos passageiros. Queremos excelência em tudo o que fazemos, e no acesso à internet não será diferente”, afirma Pedro Moro, presidente da CPTM.

A concessionária deverá fornecer acesso gratuito diário à internet nas estações pelo período mínimo de 30 minutos por passageiro conectado, com velocidade média de transmissão de informações de, no mínimo, 512 kbps.

O edital prevê que o acesso às redes sem fio poderá ser disponibilizado mediante a visualização de publicidade, a ser veiculada em intervalos mínimos de 15 minutos.

No caso da utilização de vídeos publicitários, a opção de pulá-los ou fechá-los deverá ser oferecida aos usuários em até 10 segundos.

Além disso, a plataforma poderá possibilitar a contratação, por parte do passageiro, de serviços de transmissão de dados com diferenciais como maior velocidade de conexão ou conteúdo sem publicidade, por exemplo.

“O edital também é bastante claro ao afirmar que a empresa concessionária será obrigada a oferecer e garantir uma boa experiência de acesso às redes sem fio”, afirma Natalia Melo, Gerente de Novos Negócios da CPTM.

De acordo com ela, a prestação e a execução dos serviços incluem, ainda, a contratação de link de internet, suporte, instalação, movimentação, adição, mudança, desinstalação, ativação, desativação e remanejamento de todos os hardwares e softwares necessários, em conformidade com as melhores práticas de mercado.

Além disso, a vencedora da licitação deverá criar uma plataforma que permita o acesso e registro necessário dos passageiros antes da conexão, com capacidade suficiente para atender todos os passageiros que queiram conectar-se às redes sem fio, garantindo os níveis de qualidade estabelecidos em contrato.

Essa plataforma deverá estar apta a administrar as falhas de conexão, assim como procedimentos de conexão e orientações aos passageiros.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM