PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

Confeiteira pede “perdão” por ácido, nega sociedade e acusa ex-amiga de mentir

Foto: Reprodução/Facebook
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

PUBLICIDADE

O caso da briga entre as confeiteiras que terminou com a avó de Gisele Ferreira, a dona Maria, de 75 anos, jogando ácido na amiga, gerou mais polêmicas com a entrevista que Gisele deu ao programa Balanço Geral, da Record, nesta terça-feira, 19.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Gisele negou que tenha construído uma sociedade com Daiane e afirmou que, apesar da ex-amiga afirmar que cedeu a casa para ela morar, o combinado era pagar metade das contas, mas no primeiro mês queriam que ela pagasse tudo sozinha.

A confeiteira também criticou a amiga, disse que Daiane fazia o trabalho dos bolos de qualquer jeito e que criticou a amiga por utilizar as fotos do bolo porque sabia que Daiane não conseguiria reproduzir fielmente o que estava na foto.

Gisele ressaltou que se propôs a fazer um portfólio para Daiane, que não aceitou. Disse ainda que Daiane tinha inveja dela estar namorando.

Fotos: enviadas pela vítima

Sobre as dívidas, Gisele disse que trabalhou menos de dois meses com a amiga. “Ela fala que eu não paguei nada, é mentira. O dinheiro seria depositado na minha conta e eu acertaria com ela”, explicou.

Sobre o fato de a avó ter jogado soda cáustica, Gisele disse que não esperava que aquilo iria acontecer. “Eu preferia que fosse comigo. Preferia ficar desfigurada do que ver ela assim, mas acabou acontecendo”, disse.

“Perdão. A nossa família inteira pede perdão. Não foi a nossa intenção. Só peço perdão por tudo isso”, afirmou Gisele, que ainda acusou Daiane de ter retirado as coisas da casa cedida pela ex- amiga onde morou após um processo de separação.

Daiane negou as acusações da amiga e disse que não há perdão. “Ela e a família são um lixo. Não vou parar enquanto não tiver justiça. Não tem porque eu perdoar ela”, rebateu Daiane.

O caso continua sob investigação do 4º Distrito Policial de Guarulhos. Com a negativa do depoimento, é possível que o delegado responsável, Fernando Santiago, peça a prisão preventiva da idosa que jogou o ácido.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE