fbpx
PUBLICIDADE

Com obras paradas, Instituto da Mulher de Guarulhos depende de projeto ao Estado

Hospital da Mulher inacabado
Foto: Divulgação
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Obras estão paradas há mais de cinco anos

A Associação Jesus, José e Maria, que está com as obras do Instituto de Saúde da Mulher, no Parque Renato Maia, paralisadas há mais de cinco anos, precisa apresentar à Secretaria de Estado da Saúde um projeto assistencial completo, além de informações complementares para avaliação técnica da pasta. O procedimento pode ajudar a organização social a retomar as obras.

O Instituto da Mulher é um sonho antigo dos guarulhenses, que pode oferecer tratamentos focados no público feminino, além de permitir que vítimas de abusos sexuais possam fazer exames de corpo de delito na cidade. Hoje, elas são encaminhadas ao Hospital Pérola Byington, na capital paulista.

A organização social já comanda a Maternidade Jesus, José e Maria (JJM), atende exclusivamente ao SUS (Sistema Único de Saúde) e conta com repasses de órgãos públicos. Apenas para o Instituto da Mulher, a associação recebeu R$ 12,7 milhões entre 2010 e 2015 para obras.

Questionada, a Secretaria de Estado da Saúde não confirmou se fará novos repasses à instituição, mas informou que recebeu os gestores da organização social e solicitou informações adicionais para novos repasses.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM