Com 2 meses de isolamento, adesão fica abaixo da meta e não há mais leitos de UTI

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Hospital de campanha foi uma das primeiras medidas tomadas no combate à pandemia (Foto: Fábio Nunes) Teixeira/PMG

Sem recursos, Prefeitura busca apoio estadual, federal e até rede privada para atender demanda de novos leitos

A quarentena na cidade de Guarulhos, determinada por conta da pandemia do novo coronavírus, completa dois meses neste domingo, 24, e embora a medida tenha surtido certo efeito para evitar a contaminação, a curva de contágio e de mortes na cidade continua a crescer.

Se calculado os 59 dias compreendidos entre 24 de março e 23 maio, já que até o fechamento desta reportagem o índice de isolamento social deste domingo, 24, ainda não estava disponível, a média de isolamento social na cidade foi de 51%. A taxa ideal é de 70%.

A cidade já não possui mais leitos de UTI para atender doentes em casos graves e o prefeito Guti (PSD), em live realizada neste domingo, 24, voltou a afirmar que pretende alugar leitos da rede privada para suprir a necessidade.

Para se ter uma ideia, em 25 de março, um dia depois do isolamento social começar, a cidade tinha apenas um óbito confirmado pelo Governo do Estado de São Paulo e seis mortes suspeitas. Na sexta-feira, 22 de maio, a Prefeitura confirmou que o número de mortes pela doença ultrapassou 200.

Neste domingo, o Hospital de Campanha chegou a 58 leitos ocupados, dos quais todos os 10 para tratamento intensivo estão em uso, outro leito improvisado também trata de um caso grave e 43 de enfermaria estão ocupados. Outras quatro pacientes completam o número. Eles estão em uma sala vermelha, também improvisada para casos graves.

“A gente tem trabalhado duro para ter mais leitos de UTI na cidade e acredito que semana que vem a gente já tenha algumas notícias boas. Lembrando que a gente está buscando apoio do governo federal e estadual. A cidade não tem mais recursos”, disse o prefeito.

O prefeito fez ainda um balanço das ações tomadas para evitar a contaminação na cidade, como adoção de máscaras no transporte público, limite de pessoas em supermecados, construção do hospital de campanha, ações de fiscalização, entre outras.

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Comentários...

Veja também...

- PUBLICIDADE -