fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Câmara mantém prisão de Daniel Silveira, preso por gravar vídeo com ataques ao STF

Daniel Silveira
Foto: reprodução/redes sociais
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

364, de 513 deputados, votaram pela continuidade da prisão

Por 364 votos a 130, e apenas 3 abstenções, a Câmara dos Deputados decidiu, nesta sexta-feira (19), pela manutenção da prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) por conta de graves ofensas ao STF (Supremo Tribunal Federal).

“A democracia merece tudo, qualquer excesso deve ser contido”, disse Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara em entrevista a jornalistas.

Em sua defesa na Câmara, por vídeo, o deputado reconheceu que se excedeu em suas ofensas ao STF, pediu desculpas e afirmou que não era um risco para a democracia.

O Conselho de Ética da casa ainda deve avaliar uma possível cassação do deputado. Ligado a ala bolsonarista, Silveira é conhecido por um comportamento truculento e agressivo.

A prisão do deputado foi decretada pelo ministro Alexandre de Moraes, sobre uma questão de flagrante que gerou dúvidas sobre sua legalidade no meio jurídico, mas que foi referendada pela corte de forma unânime.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM