PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Butantan encaminha à Anvisa estudo para usar Coronavac em crianças a partir de três anos

Foto: Governo do Estado de São Paulo
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Testes na China mostram segurança e resposta imune da Coronavac neste grupo

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, confirmou que encaminhou à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) o estudo da Sinovac que comprova segurança e resposta imune da vacina Coronavac em crianças a partir de três anos até adolescentes de 17 anos. Ele participou de coletiva de imprensa, neste domingo (11), no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista.


O estudo chinês contempla 600 crianças. A Sinovac iniciou a fase três para verificar a eficácia do imunizante. Se for aprovado – como é a expectativa – o documento será enviado à Anvisa. Covas espera que a agência não solicite um estudo específico com crianças e adolescentes brasileiros, o que pode atrasar a imunização deste grupo.

Pelo cronograma de vacinação contra a covid-19 do Governo de São Paulo, os adolescentes de 12 a 17 anos serão contemplados com a vacina da Pfizer – que já é aprovada para a Anvisa para este grupo – de 23 de agosto a 30 de setembro.

O presidente do departamento de imunização da Sociedade Brasileira de Pediatria, Marco Aurélio Sáfadi, avalia que a Coronavac será, em breve, utilizada para proteger as crianças contra a pandemia. Ele destaca que os estudos, até o momento, revelam que o imunizante produz mais anticorpos em crianças do que em adultos.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM