fbpx
PUBLICIDADE

Bosque Maia se torna o 1º parque de Guarulhos a adotar exclusivamente energia solar

energia solar x Bosque Maia
Foto: Divulgação/PMG
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Prefeitura pretende replicar modelo em outros equipamentos públicos

O Bosque Maia, maior parque urbano de Guarulhos, entrou em uma nova era de sustentabilidade aliada à economia de recursos públicos. Após uma semana de testes do equipamento, nesta segunda-feira (15) a Prefeitura anunciou a substituição da energia elétrica pela solar fotovoltaica para abastecer todos os equipamentos do bosque, como as luminárias das pistas de caminhada e de skate, das quadras esportivas, das calçadas do entorno e também dos equipamentos do Centro de Educação Ambiental e do orquidário anexo ao parque.

Instalada por uma empresa privada a título de compensação ambiental, a usina de energia do Bosque Maia conta com 64 painéis fotovoltaicos, que transformam a radiação solar em energia elétrica, capazes de produzir 3,5 mil quilowatts-hora de energia limpa e renovável.

A cada ano o sistema possibilitará a redução da emissão na atmosfera de mais de duas toneladas de gás carbônico (CO2), um dos principais causadores do efeito estufa (elevação da temperatura média do planeta). Além da importância ambiental, de acordo com cálculos da Secretaria de Meio Ambiente, a mudança proporcionará redução de cerca de R$ 40 mil por mês na conta de energia da cidade.

Também faz parte do sistema uma rede 200 metros de cabos subterrâneos que ligam a usina ao relógio medidor da concessionária que abastece o município. Em caso de produção além do necessário para abastecer o parque, o excedente de energia enviado gera créditos para a cidade. O bosque é o segundo próprio municipal a utilizar a luz solar como fonte de energia. O Centro Dia do Idoso, em Cumbica, possui oito painéis fotovoltaicos, que produzem 500 quilowatts-hora.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM