fbpx
PUBLICIDADE

Bolsonaro inicia campanha com religiosos em MG e ataca socialismo e “vermelhos”

Foto: Reprodução/Twitter @jairbolsonaro
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Nas redes sociais, o presidente afirmou que aqueles que “perseguiram e defenderam fechar igrejas se julgarão grandes cristãos”

O presidente Jair Bolsonaro (PL) iniciou sua campanha eleitoral, nesta terça-feira (16), com uma visita a Juiz de Fora, em Minas Gerais, escolhida pelo presidente porque foi a “cidade onde renasceu”, em referência a tentativa de homicídio que sofreu durante as eleições de 2018.

“Minas Gerais é nossa. Minas é Brasil, aqui eu renasci. Amo a todos vocês, e nesse dia, nessa hora, estamos dando a largada onde tentaram nos parar em 2018. Acredito em vocês, acredito no povo brasileiro, que nós somos um país que está condenado a dar certo. Vamos cada vez mais fazer a nossa parte com verdade e conhecimento libertar o nosso povo”, afirmou o atual presidente.

O presidente criticou o socialismo, afirmou que o País caminhava para perda dos costumes e dos valores da família antes de sua eleição e ressaltou que essa é uma luta por aqueles que acreditam em Deus.

“Vamos falar de política hoje, sim, para que amanhã ninguém nos proíba de acreditar em Deus”, afirmou o presidente.

Em suas redes sociais, Bolsonaro também afirmou que aqueles que são contra Deus passarão a frequentar as igrejas em busca de votos.

Presente no evento em Minas Gerais, a primeira também afirmou que esta é uma campanha do milagre:

“Começou em 2019, quando Deus fez o milagre na vida do meu marido porque aqueles que pregam amor e a pacificação, atentaram contra a vida dele”, afirmou a primeira dama.

O presidente também afirmou que os empregos estão aparecendo e que tornaria a economia ainda melhor em um segundo mandato.

Entre os apoiadores do presidente também foi possível registrar gritos contra o principal concorrente dele, o ex-presidente Lula (PT).

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM