PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

Bispo de Guarulhos vai avaliar suspensão das missas por dois meses

Foto: Wellington Alves
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

PUBLICIDADE

O bispo de Guarulhos, dom Edmílsom Amador Caetano, vai avaliar amanhã, com o Colégio de Consultores, a recomendação do governador de São Paulo, João Doria, de suspender a participação dos fiéis nas missas, por 60 dias, a partir da próxima segunda-feira, 23. Ontem, ele tinha emitido comunicado em que suspendia todas as atividades, com exceção das missas dominicais e da Semana Santa, e sem a presença de idosos e pessoas doentes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A solicitação do governador foi feita nesta quinta-feira, 19, em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes. Dom Edmílson presidiu missa em honra a São José, na tarde de hoje, na Paróquia São José, no Jardim Paulista. Na celebração, ele citou que é uma alegria celebrar o padroeiro, em um momento em que em tantos lugares do mundo as missas já estão sem a participação presencial dos devotos por causa do coronavírus.

Aos fiéis, o bispo alertou que é preciso tomar as precauções de higiene. Ele disse que os católicos podem participar das missas de suas casas, através das redes sociais e da televisão. “Não é para ter medo. É cuidado. Viver o espírito da fé, acreditando que Deus nos ama” explicou. Ele orienta que os guarulhenses devam viver com alegria, apesar dos problemas, e sem pânico de abastecer as casas. “É um momento de vivermos na fé e vivermos com coragem de enfrentar a realidade”, afirmou.

Caso as missas não tenham a participação presencial dos fiéis, as paróquias deverão se organizar para transmitir as celebrações pela internet ou orientar os católicos a assistirem pela televisão.

Veja, abaixo, a conversa do bispo de Guarulhos com o Portal GRU Diário.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE