fbpx
PUBLICIDADE

Base governista manobra, protocola quatro CEIs e trava oposição

Foto: Reprodução/TV Câmara Guarulhos
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Estratégia é comum na Assembleia Legislativa de São Paulo

Com mais vereadores na oposição, a base governista do prefeito Guti (PSD) se articulou para inviabilizar a abertura de Comissões Especiais de Inquérito (CEI). Nesta quinta-feira (4), em sessão na Câmara Municipal, os parlamentares aprovaram a instauração de quatro CEIs.

Pelo Regimento Interno do Legislativo, apenas três investigações podem transcorrer simultaneamente e podem executar os trabalhos por 120 dias. Uma ficará na fila. Outras que a Oposição quiser implantar dependem justamente do término dessas primeiras. A estratégia é comum na Assembleia Legislativa de São Paulo.

O líder da oposição, Rômulo Ornellas (PT), acusou os vereadores da base de montarem “investigação de mentirinha”. O vereador Edmilson Souza (Psol) reclamou que terá que buscar o Judiciário para conseguir investigar a Prefeitura, em casos em que seja pertinente.

O vereador Romildo Santos (PSD) é autor de uma CEI para investigar o asfalto implantado na construção da avenida Natália Zarif, nas gestões dos ex-prefeitos Jovino Candido (PV) e Elói Pietá (PT). Ele rebateu os ataques da oposição. “Não é para jogar pedra se o vereador está fazendo o trabalho dele. Os moradores da minha região sofrem na Natália Zarif. Alguém vai dizer que lá está bom?”, rebateu.

O vice-líder de Governo, Geraldo Celestino (PSC), acusou os vereadores petistas de querer tumultuar o Legislativo. “Vamos ver como foram as medidas mitigadoras dos 16 anos do PT.”

Além da CEI da Natália Zarif, foram autorizadas as comissões para investigar recolhimento irregular de ITBI, da vereadora Vanessa de Jesus (Republicanos), esposa do vice-prefeito e secretário municipal de Cultura, Professor Jesus (Republicanos), aumento abusivo de gás pela Comgás, de Celestino, e falta de AVCB no Aeroporto Internacional de Guarulhos, de Wesley Casaforte (PSB).

As CEIs precisam de, no mínimo, 11 assinaturas de vereadores para serem válidas.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM