PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

Atletas guarulhenses mantêm as rotinas de treinos em casa

Foto: Ale Vianna/Juventus
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

PUBLICIDADE

Jogadores defendem o Juventus, clube da A2 do Paulista.

A rotina dos jogadores de futebol mudou drasticamente com a suspensão de campeonatos esportivos em todo o mundo. No Brasil, não foi diferente. Há dois meses, os atletas tiveram que adaptar suas rotinas com a nova realidade criada pelo novo coronavírus.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O GRU Diário conversou o zagueiro Diego Sacoman e com o atacante Mazola, ambos om origens na cidade e atualmente no Juventus, da Mooca, para detalhar como estão os treinamentos e a vida deles fora dos gramados.

Sacoman explica que é difícil manter o ritmo durante a quarentena, porque até mesmo os parques e as academias permanecem fechados.

“A gente faz os treinos com o que temos em casa”, afirmou o jogador, que iniciou sua carreira no Corinthians e que tem passagens por Guarani, Ceará, Ponte Preta e Bragantino. “Tenho tentando manter a rotina de treinos reduzidos, seguindo alguns exercícios que um amigo me passou.”

Para Mazola, o mais difícil é resistir às tentações que surgem durante o período em casa, como ficar o dia todo comendo e vendo televisão. “Precisa ter cuidado para não ficar fora de forma”, falou. Logo nos primeiros dias da quarentena, o atacante comprou bola suíça (aquela utilizada para exercícios de equilíbrio) e copos de plástico para utilizar como cones. “Os pesos eu improviso. Coloco alguma coisa dentro de uma mala, uso saco de arroz ou de ração do cachorro”.

De acordo com os dois guarulhenses, esse momento serve, principalmente, para reflexão. “Estamos dando mais valor para as coisas simples, que não podemos fazer agora, como um aperto de mão ou um abraço. Espero que depois que tudo isso passar, as pessoas deem mais valor a esse tipo de carinho”, disse Sacoman.

“Eu queria fazer um pedido para que as pessoas não saiam de casa, pois o momento é sério. Tenho fé que Deus vai mandar uma vacina, uma cura e que tudo isso vai passar logo”, concluiu Mazola.

Por enquanto, todas as competições esportivas continuam suspensas no Brasil. No início de maio, chegou-se a discutir a volta do futebol, mas, duas semanas depois, não há qualquer projeção sobre quando os torneios voltarão a ser disputados. O Juventus está na Série A2 do Campeonato Paulista e os dois jogadores estão “em família”, já que o atacante é casado com a irmã do zagueiro.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE