fbpx

Ataque a tiros em escola da zona leste deixa uma estudante morta e feridos 

Foto: Reprodução/TV Globo
Compartilhe
PUBLICIDADE

Atirador é um estudante de 16 anos que foi apreendido pela polícia

Um ataque a tiros ocorrido na manhã desta segunda-feira (23) na Escola Estadual de Sapopemba, na zona leste da capital, deixou uma aluna morta e três feridos. Um estudante, de 16 anos, entrou com uma arma na escola e efetuou disparos contra os estudantes. Ele foi apreendido pela polícia.

O atirador usou a arma do pai durante o ataque. A suspeita é de que o revólver seja do pai do estudante.

Segundo reportagem do Metrópoles, o atirador sofria bullying e teria avisado sobre o ataque há duas semanas. Ele ainda teria agido com outros quatro estudantes. Um suspeito estaria foragido

“Ele era muito zoado aqui na escola. Sofria bullying por ser gay. Duas semanas atrás, ele avisou que iria fazer esse atentado. Ninguém acreditou, disse uma aluna ouvida pelo Metrópoles. 

A vítima fatal foi atingida na cabeça e não resistiu aos ferimentos. Os três alunos feridos foram levado ao Hospital Sapopemba que fica próximo ao local do ataque. Não há informações sobre o estado de saúde das vitimas.  Segundo o Governo de SP, “mais informações sobre o estado de saúde das vítimas e investigação do ataque serão divulgadas em breve.”

Governo de SP se manifesta

O Governo de SP lamenta profundamente e se solidariza com as famílias das vítimas do ataque ocorrido na manhã desta segunda-feira (23) na Escola Estadual Sapopemba. Nesse momento, a prioridade é o atendimento às vítimas e apoio psicológico aos alunos, profissionais da educação e familiares.

Durante o ataque a tiros, três alunos foram atingidos. Uma aluna morreu e outros três feridos estão sendo atendidos no Hospital Geral de Sapopemba, sendo um deles que se machucou ao tentar fugir durante o ataque. A Polícia Militar foi acionada e apreendeu o autor dos disparos e a arma utilizada por ele.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM