fbpx
PUBLICIDADE

Associação de shoppings propõe rodízio de serviços não essenciais em eventual 3ª onda

Foto: Mari Cavalcante
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Medida teria irritado o setor de material de construção

A Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers) levou a governos estaduais e Prefeituras proposta para que seja realizado um eventual rodízio de funcionamento entre setores considerados não essenciais caso aconteça uma terceira onda da pandemia da covid-19.

A informação é da jornalista Joana Cunha, da Folha de São Paulo, que ressalta que a medida desagradou principalmente o setor de material de construção de civil.

De acordo com a jornalista, a Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção) não gostou de ter sido citada como serviço não essencial pela Abrasce.

A ideia da Abrasce é implantar uma espécie de rodízio, para que as atividades que ficaram fechadas por mais tempo, como shoppings, restaurantes e bares, possam funcionar desde que outras, como a venda de materiais para construção, fiquem fechadas.

Embora neste momento, em alguns estados, tenha se iniciado uma flexibilização de diversos setores, há um grande temor de uma terceira onda no Brasil que cause novamente o fechamento de diversos setores.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM