fbpx
PUBLICIDADE

Após ameaça de corte de salário, servidores da Câmara entregam comprovantes de vacinação

Câmara Municipal de Guarulhos
Foto: Bruno Netto/CMA
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Apenas funcionários afastados por licença médica não comprovaram terem se imunizado contra a covid-19

A Câmara Municipal informou, na noite desta segunda-feira (25), que todos os servidores apresentaram os comprovantes de vacinação contra a covid-19. Até a manhã de hoje, 128 não tinham registrado a imunização e estavam sujeitos à suspensão do salário, que será pago na próxima sexta-feira (29).

Durante o dia, houve longa fila de funcionários no Ambulatório Médico. Não há informação de servidores que se vacinaram apenas hoje, mas há informações de que, antes da ameaça de corte salarial, existiam funcionários “negacionistas”, que diziam nos corredores que não iriam se vacinar contra o coronavírus.

Nove nomes da lista original não apresentaram os comprovantes de vacinação, o que inclui aposentados, exonerados ou em licença médica.

O caso ganhou repercussão nacional. Na sexta-feira (22), o presidente do Legislativo, Fausto Miguel Martello (PDT), publicou portaria no Diário Oficial do município para informar que quase 200 servidores não estariam vacinados, o que incluía vários vereadores que ficariam sem receber os subsídios. Depois, a Câmara admitiu que houve um erro ao citar os parlamentares, que estavam vacinados.

Após o Legislativo guarulhense, a Câmara Municipal de São Paulo e a Câmara dos Deputados também passaram a exigir a apresentação do comprovante de vacinação para o ingresso nas suas dependências.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM