PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Após afastamento de Caboclo, Seleção decide disputar a Copa América

Foto: Lucas Figueredo/CBF
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Jogadores brasileiros ameaçaram boicote à competição

Após articularem um boicote à Copa América com jogadores de outras seleções, os atletas da Seleção Brasileira decidiram nesta segunda-feira (7) que vão disputar a competição, que será sediada no Brasil e terá início no próximo domingo (13).


Os brasileiros não queriam disputar o torneio. Os motivos serão esclarecidos apenas amanhã (8), depois do jogo contra o Paraguai pela Eliminatórias da Copa do Mundo.

A decisão de defender o título do torneio, que foi conquistado pela Seleção em 2019, também no Brasil, ocorreu um dia depois do afastamento do presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Rogério Caboclo, que é investigado por assédio sexual.

Diante da insatisfação de se realizar a Copa América no Brasil, no período em que o país deve alcançar a marca de 500 mil mortos pela covid-19, a Conmebol autorizou os participantes a ficarem em seus países e só viajarem ao Brasil 24 horas antes dos jogos. A Argentina já confirmou que vai adotar essa estratégia.

O técnico Tite vai convocar os jogadores que vão disputar a Copa América na quarta-feira (9). É possível que três atletas escolhidos para as Olimpíadas, em julho, sejam liberados da competição sul-americana.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM