fbpx
PUBLICIDADE

Anvisa determina que aeroporto terá de seguir restrições impostas pela Prefeitura

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Agência deu 48 horas para que aeroportos de todo o País, inclusive o de Guarulhos, adotem as restrições locais

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou, nesta quarta-feira (24), que todos os aeroportos do país adotem, em um prazo de 48 horas, medidas sanitárias restritivas que sejam equivalentes às determinadas pelos governos estaduais e municipais. A comunicação foi enviada via ofício para as administradoras e operadoras aeroportuárias.

A medida também vale para o Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos, em Cumbica, administrado pela GRU Airport. Embora esteja em Guarulhos, o aeroporto, o maior da América Latina, é de competência federal e ainda escapava de algumas restrições.

De acordo com a Anvisa, serviços considerados essenciais, como alimentação, farmácias e drogarias, e serviços de transporte (táxis, aplicativos de transporte de passageiros e de locação de veículos) devem continuar funcionando.

Entretanto, a decisão da Anvisa parece permitir o atendimento presencial em restaurantes, desde que os locais tenham “a disposição das mesas e cadeiras, a fim de que seja mantida distância segura entre as pessoas e procedimentos que evitem aglomeração”.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM