fbpx
PUBLICIDADE

Alison dos Santos é campeão mundial nos 400 metros com barreiras

Alison dos Santos, campeão mundial nos 400 metros com barreira x atletismo
Foto: CBAt
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Invicto na temporada, brasileiro bateu recorde nos Estados Unidos

O brasileiro Alison dos Santos negou ao detentor do recorde Karsten Warholm um terceiro título consecutivo no Campeonato Mundial de Atletismo na noite de terça-feira (19), vencendo os 400 metros com barreira em 46,29 segundos.

Enquanto os holofotes para a final da prova se concentrava em grande parte no confronto entre o campeão olímpico norueguês Warholm e seu rival norte-americano Rai Benjamin, o brasileiro, medalhista de bronze em Tóquio, conquistou a vitória na reta final com o recorde do campeonato.

Alison explodiu dos blocos e esticou bem os braços enquanto deslizava pelo final com facilidade e segurava sua mão na orelha, incentivando os aplausos da multidão após uma zebra notável.

“A energia da multidão foi incrível. Eu senti seu amor, as pessoas me abraçando”, disse ele. “Quando você ganha, você começa a ser o favorito de todos. É fantástico ganhar o título mundial nesta pista.”

Benjamin teve uma chance de lutar até o nono obstáculo, quando reduziu drasticamente o ritmo antes de terminar mais de meio segundo mais lento que o vencedor e conquistar sua segunda prata consecutiva em um Mundial.

Ele disse aos repórteres que tirou força da torcida, que apoiou o atleta da casa em Hayward Field para se manter no pódio.

“Sou grato pela prata. Consegui fazer isso. Eu cortei alguns obstáculos e meu plano de corrida saiu pela janela, mas quando ouvi ‘EUA’, ‘EUA’, corri o mais rápido que pude para manter meu segundo lugar”, disse ele.

Alison explodiu dos blocos e esticou bem os braços enquanto deslizava pelo final com facilidade e segurava sua mão na orelha, incentivando os aplausos da multidão após uma zebra notável.

“A energia da multidão foi incrível. Eu senti seu amor, as pessoas me abraçando”, disse ele. “Quando você ganha, você começa a ser o favorito de todos. É fantástico ganhar o título mundial nesta pista.”

Benjamin teve uma chance de lutar até o nono obstáculo, quando reduziu drasticamente o ritmo antes de terminar mais de meio segundo mais lento que o vencedor e conquistar sua segunda prata consecutiva em um Mundial.

Ele disse aos repórteres que tirou força da torcida, que apoiou o atleta da casa em Hayward Field para se manter no pódio.

“Sou grato pela prata. Consegui fazer isso. Eu cortei alguns obstáculos e meu plano de corrida saiu pela janela, mas quando ouvi ‘EUA’, ‘EUA’, corri o mais rápido que pude para manter meu segundo lugar”, disse ele.

(Com informações da Agência Brasil)

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM