fbpx
PUBLICIDADE

Alesp aprova projeto de lei que multa em até R$ 100 mil quem furar a fila da vacina

Foto: Divulgação/Governo de SP
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Texto agora segue para aprovação do governador João Doria 

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou nesta quarta-feira (10) um projeto de lei que prevê multa de até R$ 100 mil para quem furar a fila da vacinação contra a covid-19 no estado de São Paulo. 

O projeto de lei 37/2021 é de autoria dos deputados Heni Ozi Cukier (Novo) e Gilmaci Santos (Republicanos). O texto agora segue para sanção do governador João Doria. 

A medida vale para agentes públicos e também para qualquer pessoa que for imunizada e não esteja entre os grupos prioritários de vacinação. 

Para quem for funcionário público, a multa será dobrada e ainda poderá ser afastado, ter o contrato rescindido e até exonerado. Isso vale para quem receber a vacina, ao agente que aplicar a dose e seus superiores. 

“Busca-se dessa maneira evitar que o indivíduo use de privilégios, poder político e/ou financeiro para receber a imunização antes do previsto pelo plano de vacinação”, diz trecho da PL.

Valores da multa para os “fura-filas” da vacinação:

  • Até R$ 25 mil para o agente público responsável pela aplicação indevida da vacina 
  • Até R$ 50 mil para a pessoa que furou a fila e tomou a vacina irregularmente
  • Até R$ 100 mil para quem furou a fila e também é agente público, como por exemplo um prefeito ou secretário que tomou.

 Os valores serão destinados ao Fundo Estadual de Saúde.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM