PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

“Ainda que o problema possa se agravar, não há motivo para pânico”, diz Bolsonaro sobre coronavírus

Pronunciamento do Presidente da República, Jair Bolsonaro. (Foto: Carolina Antunes/Agência Brasil)
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

PUBLICIDADE

Em pronunciamento em rede nacional, às 20h30 desta sexta-feira, 6, o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), falou sobre o coronavírus e disse que “ainda que o problema possa se agravar, não há motivo para pânico”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O pronunciamento de Bolsonaro é um sinal de que nos próximos dias o número de pessoas contaminadas deve subir, já que são mais de 100 mil casos no mundo com 13 casos no Brasil, dos quais dez deles estão em São Paulo, um na Bahia, um no Rio de Janeiro e um no Espírito Santo, sendo que dois dos casos paulistas são de transmissão local, quando duas pessoas, um familiar e um amigo, tiveram contato com o primeiro contaminado, um senhor de 61 anos que viajou para Itália recentemente. Mais de 500 suspeitas estão em verificação.

Segundo o presidente, os ministérios “juntos aos demais poderes seguirão garantido o funcionamento das nossas instituições até o retorno à normalidade. “Bolsonaro afirmou ainda que determinou ações que ampliam o funcionamento dos postos de saúde e reforços aos nossos hospitais e laboratórios.

Para lutar contra o vírus ao qual “não temos imunidade”, o presidente fez um apelo à população:

“convoco a população brasileira, em especial aos profissionais de saúde, para que trabalhemos unidos e superemos juntos esta situação”, e encerrou ao dizer que “seguir rigorosamente as orientações dos especialistas é a melhor medida de prevenção, que Deus nos proteja e abençoe o nosso Brasil”.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE