PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

PUBLICIDADE

Anterior
Próximo

Agentes comunitários da saúde aceitam reajuste de benefícios e descartam greve

Foto: Sidnei Barros/PMG
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

PUBLICIDADE

Funcionalismo público de Guarulhos cobra 25% de aumento salarial

Os agentes comunitários da saúde aceitaram a proposta de reajuste dos benefícios proposta pela Prefeitura de Guarulhos, sem aumento salarial, após intermediação do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde (Sindacs), na noite desta quarta-feira (23). Com a decisão, eles não participar da greve dos funcionários públicos, que vai iniciar nesta quinta-feira (24).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A gestão municipal descarta aumentar os salários dos cerca de 20 mil servidores, com a justificativa de que pode furar o teto do gasto com pessoal, que é de até 54% do orçamento, conforme a legislação federal. Antes, a conta não incluía as empresas terceirizadas, mas isso foi alterado recentemente.

A proposta para os agentes comunitários de saúde foi de aumento do vale-alimentação ou vale-refeição de R$ 520 para R$ 900, cesta básica de R$ 120 para R$ 200, e abono salarial de R$ 80 para R$ 120. A estimativa é que, como os salários médios da categoria ficam por volta de R$ 1,6 mil, o acréscimo com os benefícios vai ser de quase um terço dos vencimentos.

O Stap (Sindicato dos Funcionários Públicos de Guarulhos) aprovou greve na última sexta-feira (18), que deve ter início amanhã (24). A categoria cobra aumento salarial de 25%, com a justificativa de que o último reajuste aconteceu em 2019.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE