PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Adversário do Brasil na estreia da Copa América, Venezuela tem 12 casos de covid

Mané Garrincha
Além desses casos, a seleção do país vizinho já havia deixado de fora da lista Wilker Ángel e Rolf Feltscher, que testaram positivo antes da viagem. O capitão Tomás Rincón, com quadro viral, segue em isolamento em Caracas. Além desses casos, Juan Otero, atleta do Santos Laguna-MEX, não foi chamado para integrar a seleção colombiana. Na Argentina, o goleiro Franco Armani, que já tinha sido desfalque nas Eliminatórias, continua testando positivo. Apesar de estar assintomático e poder participar da competição de acordo com o regulamento da Conmebol ele ficará de fora desse início do torneio. Outra baixa importante no torneio é Alexis Sánchez do Chile. Ele apresentou uma lesão muscular e o tempo de recuperação é superior a primeira fase do torneio. Dessa forma, ele segue fazendo tratamento no Chile. No Equador, Carlos Gruezo, que já teve que ser cortado da lista antes do jogo contra o Peru pelas Eliminatórias, ficou fora do grupo da Copa América.
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

Informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal

Adversário do Brasil na estreia da Copa América, a seleção da Venezuela tem 12 casos de covid-19 entre os membros da delegação que chegaram ao Brasil na sexta-feira (11).


A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal, neste sábado (12). O jogo de estreia entre Brasil e Venezuela ocorre neste domingo (13), às 18h, no estádio Mané Garrincha.

“Todos estão assintomáticos, isolados em quartos individuais e seguem monitorados pela equipe da Conmebol e pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), da Secretaria de Saúde”, diz nota emitida pela Secretaria de Saúde.

Vale ressaltar que a delegação chegou ao Brasil em um voo fretado, como farão todas as seleções que chegarem ao País.

Além desses casos, a seleção do país vizinho já havia deixado de fora da lista Wilker Ángel e Rolf Feltscher, que testaram positivo antes da viagem. O capitão Tomás Rincón, com quadro viral, segue em isolamento em Caracas.

Além desses casos, Juan Otero, atleta do Santos Laguna-MEX, não foi chamado para integrar a seleção colombiana. Na Argentina, o goleiro Franco Armani, que já tinha sido desfalque nas Eliminatórias, continua testando positivo. Apesar de estar assintomático e poder participar da competição de acordo com o regulamento da Conmebol ele ficará de fora desse início do torneio.

Outra baixa importante no torneio é Alexis Sánchez do Chile. Ele apresentou uma lesão muscular e o tempo de recuperação é superior a primeira fase do torneio. Dessa forma, ele segue fazendo tratamento no Chile. No Equador, Carlos Gruezo, que já teve que ser cortado da lista antes do jogo contra o Peru pelas Eliminatórias, ficou fora do grupo da Copa América.

(Com informações da Agência Brasil)

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM