fbpx
PUBLICIDADE

Adoção: 21 filhotes de cachorro em Guarulhos esperam por um lar

Foto: Divulgação/PMG
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Todos os animaizinhos são castrados, vermifugados, vacinados e microchipados

O DPAN (Departamento de Proteção Animal) de Guarulhos conta atualmente com 21 filhotes de cachorro machos e fêmeas, que chegaram recentemente ao local, disponíveis para adoção. Todos os animaizinhos são castrados, vermifugados, vacinados e microchipados para uma adoção responsável.

O final de ano é um período em que costuma haver um maior número de abandonos de animais, e o DPAN, com o objetivo de facilitar a adoção, disponibiliza o número de WhatsApp (11) 2436-3656 para o envio de fotos dos cães e gatos a serem adotados. Para iniciar o processo, basta enviar mensagem com um relato das características desejadas do animal, como sexo, idade e porte.

“Ninguém é obrigado a ter animais, mas se você decidir ter um animalzinho deve ter responsabilidade afetiva e financeira”, comenta a diretora do DPAN, Juliana Kopczynski. De acordo com ela, outra maneira de facilitar a adoção é o programa Delivery Pet Gru, por meio do qual o interessado pode fazer todo o processo sem sair de casa, via WhatsApp já citado.

Adoção: 21 filhotes de cachorro em Guarulhos esperam por um lar
Foto: Divulgação/PMG

É possível, ainda, adotar pelo email [email protected] e presencialmente no DPAN, que fica na rua Santa Cruz do Descalvado, 420, Bonsucesso, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 16h, exceto feriados. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 2436-3658 / 2436-3656 e pelo site, que também contém fotos dos animais.

Adoção: 21 filhotes de cachorro em Guarulhos esperam por um lar
Foto: Divulgação/PMG

Outros animais para adoção

Além dos filhotes, o DPAN tem onze cães idosos que esperam ser adotados e ainda outros de idade intermediária, bem como gatos. Nesta terça-feira (27), o cãozinho Harley foi adotado. Ele foi abandonado no começo de dezembro apresentando um quadro convulsivo e passou a ser medicado diariamente. Levado a cinco feiras de adoção, não havia conseguido um lar até esta terça-feira, quando foi adotado por uma veterinária. Harley tem quatro anos e terá de tomar um remédio anticonvulsivo até o fim da vida.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM