fbpx
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

64 mil itens foram perdidos por passageiros da CPTM em 2021

Foto: Divulgação
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

32% dos objetos foram devolvidos para os seus donos

Mais de 64 mil itens chegaram à Central de Achados e Perdidos (CAP) da CPTM em 2021, fruto do esquecimento dos passageiros que passaram pelas 96 estações das sete linhas e pelos trens da rede de ferrovia.

Há itens comuns, como documentos e carteiras, mas também inusitados, como pia de banheiro e até um drone, além de cadeira de rodas, muletas, bicicletas, carrinho de bebê, instrumentos musicais e ferramentas em geral.

No período compreendido entre o Natal e o Ano Novo, foram recebidos cadeira de praia, caixas térmicas, guarda-sol e roupas novas que, em muitos casos, estavam com embrulho de presente. Esses itens chegam ao local pelos próprios passageiros ou pelos funcionários.

Os itens mais perdidos nas estações e trens são documentos (cartões de crédito, RG), seguidos de carteiras, vestuário e chaves. Em 2021, foram recebidos 64.514 itens na central. A equipe devolveu 20.787, o que corresponde a 32% do total que voltou às mãos de seus donos no período.

“A nossa central tem como principal objetivo a devolução de documentos e, em alguns casos, faz busca ativa pelo proprietário”, explica Viviane Citroni, chefe do Departamento de Relacionamento com o Passageiro da CPTM.

A busca ativa pelo proprietário é responsável por 65% das devoluções da CAP, ou seja, 13.443 itens voltaram aos donos pela ação da central. A busca espontânea foi feita em 35% dos casos, resultando em 7.344 itens devolvidos.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM