fbpx
PUBLICIDADE

Fundador da Ricardo Eletro é preso por suspeita de sonegação de impostos

Foto: Reprodução/LinkedIn/Ricardo Nunes
Compartilhe
PUBLICIDADE
Previous slide
Next slide

Suspeita aponta que quase R$ 400 milhões em impostos deixaram de ser pagos ao Estado de Minas

O empresário Ricardo Nunes, fundador da rede Ricardo Eletro, foi preso na manhã desta quarta-feira, 8, em uma operação realizada pela Polícia Civil, Receita Federal e Ministério Público do Estado de Minas Gerais contra sonegação de impostos e lavagem de dinheiro.

A estimativa é que os empresário alvos de mandado de prisão em Minas Gerais e São Paulo tenham sonegado quase R$ 400 milhões em impostos que deveriam ser pagos ao Estado de Minas.

As autoridades estimam que os empresários tenham sido beneficiados em R$ 387 milhões pelas infrações nos últimos cinco anos. Entre os gestores alvos da operação está Ricardo Nunes, fundador da Ricardo Eletro. Parentes do administrador, como o irmão mais novo, Rodrigo Nunes, e a filha mais velha, Laura Nunes, também são suspeitos.

Em nota, a Ricardo Eletro afirmou que Ricardo Nunes e/ou familiares não fazem parte do seu quadro de acionistas e nem mesmo da administração da companhia desde 2019, que hoje tem controle acionário diferente.

“Vale ainda esclarecer que operação realizada hoje (08/07) pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), pela Receita Estadual e pela Polícia Civil, faz parte de processos anteriores à gestão atual da Companhia e dizem respeito a supostos atos praticados por Ricardo Nunes e familiares, não tendo ligação com a Companhia”, afirmou a empresa.

“Em relação à dívida com o Estado de MG, a Ricardo Eletro reconhece parcialmente as dívidas, e, antes da pandemia, estava em discussão avançada com o Estado parapagamento dos tributos passados, em consonância com as leis estaduais.A Ricardo Eletro se coloca à disposição para colaborar integralmente com as investigações”, diz a nota emitida pelo CEO Pedro Bianchi.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Ricardo Nunes.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
Previous slide
Next slide
Compartilhe
VEJA TAMBÉM